Marrocos de Carro, Jipe ou Mota

Viajar para Marrocos com carro próprio, jipe 4×4, mota ou caravana

Marrocos é um país enorme. Com tantos lugares fantásticos para ver e explorar, fazer a viagem usando o nosso próprio transporte permite ser mais flexível nas decisões, alterar os planos a meio do percurso e conhecer zonas escondidas com maior facilidade.

Se pensarmos em distâncias, chegamos igualmente à conclusão que ir de carro próprio até Marrocos é uma boa ideia. Veja bem este exemplo: alguém que more em Évora, Portugal, chega muito facilmente a Marrocos. Évora fica precisamente a 490km de Tarifa, cidade espanhola onde se apanha o barco ferry-boat para Tânger.

A viagem não é assim tão longa usando algumas auto-estradas pelo caminho e fazendo o percurso: Lisboa – Évora – Badajoz – Mérida – Sevilha – Cádiz – Tarifa. Contas feitas, ir a Marrocos de carro, jipe ou mota é mais perto para um Eborense do ir a Madrid, em Espanha.

Mas há estradas em Marrocos?

Hehe, sim, é claro que há. Tirando pistas de montanha e pistas de deserto, todas as estradas em Marrocos são de alcatrão e estão em muito boas condições. A boa qualidade de estradas em Marrocos e em todos os países árabes é evidente. É mesmo dificil encontrar estradas com buracos.

Quanto às estradas sem alcatrão, estas são chamadas de pistas. No entanto, só algumas é que não são de acesso a carros normais. A maior parte das pistas em Marrocos são na verdade transitáveis por carros citadinos comuns, de tração normal e não é preciso ter um jipe para explorar muitas zonas desconhecidas de Marrocos. Basta ir devagarinho…

Para os que têm jipes… Bem, então Marrocos vai ser um livro completamente aberto. E chegou ao paraíso do todo-o-terreno.

Não é perigoso conduzir em Marrocos?

Conduzir um carro, um jipe ou uma mota pode ser perigoso em qualquer parte do mundo. Sem dúvida que os condutores em cada país são diferentes e não podemos esperar de um condutor marroquino o mesmo que se espera de um condutor finlandês. Sim, os marroquinos são um pouco acelerados e gostam muito de ultrapassagens tipo James Bond.

Basta ir com atenção nas estradas e nas ruas das cidades para tudo correr bem. Eu já conduzi mais de 80.000 km em Marrocos e só tive um acidente em Rabat em maio de 2009.  E foi culpa minha! Espetei-me contra a traseira de uma Renault 4L quando esta não avançou na mudança do sinal verde. O piso estava escorregadio… Pimba!

Devo dizer que nunca tive um acidente em Portugal, o que talvez faça de mim um condutor mais ou menos controlado. Não me estico muito nas velocidades e presto sempre atenção ao que passa na estrada.

A sensibilização para uma boa condução está a aparecer cada vez mais em Marrocos e os marroquinos estão cada vez mais informados e avisados do perigo da má condução. Há imensos anúncios na televisão a alertar para esta causa.

Pistas em Marrocos que vale a pena fazer mesmo que tenha um carro citadino

1-Pistas de Merzouga

Atenção a estas pistas porque há muitas partes com areia. Se encontrar areia, acelere e gire o volante da esquerda para a direita. Acelere.

Com sorte, é possível fazer toda a pista desde a estrada de alcatrão até às dunas sem apanhar areia. Basta ir com atenção. Veja as aldeias de Tisserdemine, Hassilabied, Takoujt, Merzouga e Khamliya (tal como lhe recomendo na página sobre o que ver em Marrocos).

2-Pista de montanha desde Ait Hani até Imilchil, passando por Agoudal

Pista do Alto Atlas com muitas pedras. No inverno, mesmo com alguma neve, é transitável com carros pequenos mas tem que ter muita atenção para não partir o carro todo já que a neve e chuva estragam a pista.

Esta é uma das paisagens mais bonitas e mais alternativas das montanhas do Atlas. A passagem de Tizi Tirherhouzine é espetacular e está a 2700 metros de altitude. É possível que a estrada não dê para passar durante muito tempo de Inverno, depende do que neva.

3-Pista de montanha no Monte Bou-Iblane

Esta montanha é a seguir à cidade de Taza. O acesso é feito pela estrada que leva até às grutas de Friouato. A seguir a Bab El Arba, começa a pista que sobe até ao alto da montanha na passagem de Tizi Bou Zabel, a 2500 metros de altitude. Pode-se dormir num refugio na base da montanha (refúgio de Tafert).

Veja aldeias de montanha até Ait Makhlouf e Imouzer des Marmoucha. Todo o caminho de floresta de cedros até ao refúgio de Tafert é espetacular. Na altura em que passei estavam a fazer obras na pista. Como já foi em Setembro de 2004, pode ser que agora a estrada já esteja alcatroada.

Cuidados a ter nas estradas em Marrocos

Achei que fazia sentido escrever um pouco sobre os cuidados que deve ter a conduzir um carro, um jipe ou uma mota em Marrocos só para o tranquilizar.

Na verdade, o senso comum e as precauções normais para uma condução segura são suficientes para viajar em Marrocos. Por isso, destaco apenas alguns pontos específicos para este país.

  • Tenha atenção aos animais à beira da estrada. Há sempre cães, burros, etc. a seguir a uma curva.
  • Não pare em qualquer lugar em plena faixa de rodagem. Se não houver bermas, espere por uma reta com boa visibilidade.
  • Se se aventurar no todo-o-terreno, de carro ou de mota, evite andar sozinho se for para muito longe.
  • Nas pistas de deserto e de montanha, veja bem onde coloca as rodas para não ficar atascado ou furar um pneu.
  • Se for parado para uma inspeção de rotina ou se cometer alguma infração no trânsito, tenha em conta algumas recomendações para lidar com a polícia em Marrocos.

206 pensamentos sobre “Marrocos de Carro, Jipe ou Mota

  1. Olá! Irei ao Marrocos em set /17 e gostaria de locar um veiculo 4×4, ocorre que as locadoras que consulto não garantem este tipo de veiculo. tem alguma indicação de locadora?
    Obrigada pelas dicas do site, estão sendo muito boas para nós!
    abraço iara

  2. Olá, quero ir ao Marrocos com a minha carrinha. O problema é que o carro esta em nome da minha esposa e ela não vai… Alguém sabe me informar o que preciso apresentar pata entrar no Marrocos com um carro que não esta no meu nome?
    Obrigado.

  3. Ola,
    É muito relativo. Depende do que pretende visitar. Eu fui no verão por exemplo mas o objetivo era fazer praia e andar mais à beira mar.
    Se pretender visitar o interior o verão é muito desaconselhavel.
    Se puder ajudar em algo mais disponha.
    Boas voltas,
    Tiago Silva

      • Fui até Marrakech com uma Thunderbird Sport com pendura e voltei sozinho. Sem guia, sem marcações e completamento tranquilo. Melhor altura talvez Abril/maio/Set/Out, caso não queira praia claro…

      • Olá tarde.
        Eu estou a pensar ir em outubro, de mota, entro por Tanger, desço até Marrakech depois começo a subir.
        Em outubro para evitar o calor, praia não interessa tanto.
        Acham que será necessário fazer marcações dos hotéis com antecedência. É um risco ir sem macacões mas o que é certo é que assim fico um pouco condicionado.
        Outro ponto é excursão com pernoita no deserto, como deverei fazer marcar no local ou com antecedência.

        Cumprimentos
        Hugo Tavares

Deixe um comentário sff

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s