Como lidar com a polícia de trânsito em Marrocos

Se fizer uns quantos quilómetros a conduzir em Marrocos, é bastante provável que a polícia de trânsito o faça parar. Já conheci muitas pessoas que dizem ter tido más experiências com os polícias marroquinos e que são da opinião de que estes só nos querem roubar e tirar dinheiro!

Para mim, isto é mentira, mentira e mentira. Mesmo que já tenha ouvido isto de alguém que tenha vindo a Marrocos, tire da cabeça pois não é verdade. Não faria sentido nenhum se tentassem enganar os turistas. Porque o fariam?

  1. Há cerca de 10 anos, o Rei de Marrocos impôs políticas extremas aos agentes da autoridade. As ordens são para que estes sejam o mais corretos possível com turistas. A forma como a polícia trata os marroquinos… bem, isso não é realmente da nossa conta.
  2. Se nós não fizermos nenhuma infração, não temos nenhuma multa.
  3. Lá por a polícia nos parar em quase todas as cidades a pedir documentos ou para dar um “passou-bem”, isso não quer dizer que nos estão a pedir dinheiro. Os policias são, na maioria, muito simpáticos e gostam mesmo de falar connosco. Sorria e dê o seu melhor. Às vezes, a técnica do “…não percebo nada do que está a dizer, desculpe não falo francês…” resulta e muito rapidamente poderá seguir viagem.

Uma vez, contaram-me o seguinte episódio sobre a atuação da polícia em Marrocos: “…Ahh, mas quando estive em Marrocos obrigaram-me a pagar 40 euros. Não me deixaram seguir caminho sem pagar!”

A minha reação a este tipo de situação é perguntar o porquê da multa. 40 euros é o que se paga por excesso de velocidade ou por pisar o traço continuo. Ora experimentem lá a ultrapassar um traço contínuo em Portugal para verem se só pagam 40 euros… E se não ficam sem carta também…

E é claro que os polícias marroquinos não o deixaram arrancar outra vez de carro sem que pagasse a multa. São polícias e estão a cumprir o seu dever. A mim, nunca um polícia marroquino me pediu dinheiro. Já fui parado centenas de vezes e muitas das quais tinha cometido infrações muito graves como pisar um duplo traço contínuo ou ultrapassar o excesso de velocidade.

Ou seja, quando conduzir o seu carro (ou um alugado) em busca das paisagens fascinantes destes país e de tudo o mais que há para ver em Marrocos, tem de ter muita paciência com a polícia, não se “armar em esperto”, sorrir, cumprimentar, dar um aperto de mão. Sair do carro devagarinho e pedir para não pagar pode muito bem resultar e livrá-lo de alguns problemas.

Eu já paguei 2 multas por excesso de velocidade na autoestrada Marraquexe-Rabat (400 Dirhams cada uma). Outra vez, à noite, a caminho de Rich, fui convidado a pagar o pequeno-almoço aos 2 polícias em vez de pagar a multa total de 400 Dirhams por ter entrado numa povoação a 130 km/h…

Técnicas para escapar à multa depois da infração

Seja sempre simpático. Se o polícia for mal encarado e pedir logo os documentos, dê-lhos e espere. Deixe-o levá-los, não se preocupe.

Saia do carro devagar. Sorria e diga “Mas senhor polícia, você parece-me uma pessoa digna, simpática e amante da vida sem problemas. Eu não queria nada ter pisado o traço contínuo. O que aconteceu foi que estava a olhar para o mapa já que não conheço bem a estrada deste seu belo país em que tão bem fui acolhido.”

Tenha imaginação para acrescentar algo a esta conversa e vai ver que ainda se safa. Boa sorte! 🙂

Advertisements

Deixe um comentário sff

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s